Lost in translation!

segunda-feira, 16 de março de 2009

Mais para a série de coisas imbecis que acontecem comigo (e cada vez com mais frequência):

Estou na ilha, editando. Toca o telefone:

- É da clínica Golden?
- Não...
- Desculpa.

Sigo editando. Toca o telefone:

- Clara?
- Não...
- Ah, Clara?
- Não, aqui não é a Clara. Você ligou errado.
- Não liguei não, eu estava falando com a Clara nesse número agorinha mesmo. Só que caiu a ligação.
(eu mereço!)
- Senhor, houve alguma confusão. Esse não é o telefone da Clara, tente outra vez.

Volto ao trabalho. Meia hora depois...

- Vero?
- Não. Você ligou...
- Carol?
- Não, você ligou...
- Dani?
- Não...
- Sos gente?

Peraí, que tipo de pergunta é essa? Só porque eu não sou a pessoa que o cidadão procura eu não seria gente? Só porque eu sou becária? Fiquei puta e respondi...

- Claro que eu sou gente!
- Tá bom, então você pode me passar a Dani?

Coisas que passaram na minha cabeça nessa hora:
1. 14 mil palavrões desconexos
2. ele é maluco, vou desligar na cara.
3. isso é um trote, vou mandar ele ir pro quinto dos infernos.
4. 92 respostas engraçadinhas
5. eu estou em outro país, posso ter entendido errado, melhor passar pra alguém.

Fiquei com a última, passei pra redatora, que desligou rindo. Nessa altura eu já havia me acalmado e bastou olhar pra cara dela pra entender o que tinha acontecido...

Sos na Argentina é a conjugação para o vos (que seria como o nosso você). Logo, se eu estivesse na Argentina a pergunta de fato teria sido "você é gente?" Mas eu estou na Espanha. E sois (que soa igualzinho a sos) aqui é vosostros, plural, seria como o vocês. Nesse caso a pergunta em questão eram "vocês são gente?", ou seja, ele queria saber se a cabine era da equipe do programa Gente.

Nada como pensar cinco vezes antes de responder...

3 comentários:

Maíra disse...

Isso, Gisele, arma logo um barraco porque você é muito gente, cara!

Hahahaha! To aqui rindo sozinha...

Rê disse...

Adorei essa história!!! hahahahaha
Alegrou meu dia!

Kurth disse...

ihhhhhhhhhhhhhh